Retornar à Página Principal da Clínica Dr. Mário Delgado Site Sobre Vasectomia Site Sobre Reversão de Vasectomia Tudo Sobre Fimose Faça seu contato
Voltar Para Página Principal Tudo sobre Vasectomia Contato Voltar Para Página Principal Tudo sobre Vasectomia Contato Voltar Para Página Principal Tudo sobre Vasectomia Contato
 
Página Principal
.
 
 

Fimose é a incapacidade de uma pessoa expor (exteriorizar) sua glande ("cabeça" do pênis) com o pênis flácido ou ereto. A dificuldade em expor a glande ocorre quando o prepúcio (a "pele" do pênis) possui um anel muito estreito, ou seja, a abertura do prepúcio é muito pequena para que se possa expor a glande. O problema pode ser de origem congênita (desde o nascimento) ou adquirida.
A fimose pode se complicar quando ocorre a parafimose, onde a glande é exposta mas o estreitamento no prepúcio impede que seja recolhida, levando a estrangulamento da glande, ou quando impede a higiene adequada, levando a uma propensão a infecções (balanopostites).

Qual medico opera a fimose ?

É muito importante a escolha do profissional que fará a sua cirurgia de fimose A cirurgia de fimose é muito simples, mas somente um profissional que a faça rotineiramente poderá lhe oferecer tranqüilidade cirúrgica e uma boa orientação pós-operatória.
Este profissional deve ser um urologista, devidamente registrado no Conselho Regional de Medicina (CRM) e na Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). Para ver se o profissional escolhido está registrado nessas duas entidades, o paciente deve telefonar para o CRM e a SBU, mencionando o nome do médico escolhido, e confirmar a sua habilitação profissional.

Como é classificada a fimose?

A fimose tem uma classificação que varia  de Grau I até Grau V.
O Grau I corresponde a um anel muito fechado que não permite a exteriorização da glande e o Grau V é o tipo menos grave de fimose em que a glande se exterioriza por completo, observando-se apenas um excesso prepicial

Qual a idade ideal para fazer a cirurgia de fimose?

Está é uma das perguntas mais frequentes sobre esta cirurgia.
Não existe uma idade ideal , a cirurgia está indicada a partir do momento em que o paciente apresente dificuldade na ereção causada pelo anel fimótico limitando a relação sexual por dor local ou em crianças quando começar a dar dificuldade miccional e balanopostites.

Como é feita a cirurgia de fimose?

A fimose é retirada por meio de cirurgia (circuncisão), geralmente realizada por um urologista. Após anestesia tópica da pele com gel anestésico aplica-se uma anestesia na região peniana.
Esta anestesia é feita na base do pênis.  Após a anestesia faz-se inicialmente a retirada do freio balanoprepucial e após a retirada do excesso prepucial .
Nesta cirurgia são utilizados pontos absorvíveis que caem sozinhos ao redor do 10 dia pós-operatório.
Após a cirurgia recomenda-se o repouso de um mês sem masturbação e relações sexuais. Para a vida normal, o homem pode voltar as suas atividades entre 4 a 5 dias.


Um Pouco de História:

Qual a origem da circuncisão?


A circuncisão masculina provavelmente começou como um ritual mágico, talvez para aumentar - ou, ao contrário, dominar - a virilidade. Em muitas culturas, a circuncisão no início da puberdade é encarada como um ritual de passagem - que marca o início da adolescência e a entrada do rapaz na vida adulta. Serve ainda como um sinal permanente de identificação como prova de iniciação num grupo social ou religioso. Acredita-se que os hebreus tenham assimilado a prática da circuncisão dos egípcios. No Antigo Israel, a circuncisão tinha-se de ser realizada no 8.º dia do nascimento.

Influência da cultura grega

A influência cultura grega começou a predominar no Médio Oriente, e muitos povos abandonaram a circuncisão. Mas, quando o rei sírio Antíoco IV (Epifânio) proscreveu a circuncisão, ele encontrou mães judias dispostas antes a morrer do que a negar aos seus filhos o "sinal do pacto".
Anos mais tarde, o imperador romano Adriano (117-138) obteve a mesma atitude quando proibiu aos judeus circuncidar seus recém-nascidos. Alguns atletas judeus, que desejavam participar dos jogos helenísticos, esforçavam-se a se tornar "incircuncisos" por meio de uma operação destinada a restabelecer certa semelhança de prepúcio, no empenho de evitar zombaria e ridículo.

Sempre no oitavo dia

"Com base na consideração das determinações de vitamina K e de protrombina, o dia perfeito para se realizar uma circuncisão é o oitavo dia". (citação de "Nenhuma Dessas Doenças", Dr. S. I. McMillen, 1986, pág. 21, em inglês) Seguir esta regra ajudava a evitar o perigo de uma grande hemorragia mas os judeus ancestrais desconheciam as vitaminas. A circuncisão era usualmente feita pelo chefe de família. Em tempos posteriores, usava-se uma pessoa treinada para esta operação.

A circuncisão e o cristianismo

Com a fundação do Cristianismo, a circuncisão deixou de ser um requisito religioso obrigatório para os cristãos judeus, embora não fosse expressamente proibida. 
A perspectiva da Igreja Católica é contrária à circuncisão

Dr. Mário Delgado CRM: 30408
R. Alvorada, 48  cj. 84 - Vila Olímpia - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3045 6436 - email: mdelgado@urologista.com


 
Clínica Dr. Mário Delgado - Urologia © 2005 • Todos os Direitos Reservados São Paulo - Brasil